Atendimento sobre rodas

26/06/2012

‘Carreta da Saúde’ leva médicos até populações menos favorecidas.

>
Atendimento sobre rodas
Kikawa: “No início pensei em ajudar as pessoas na África, mas logo vi que o Brasil tem várias Áfricas precisando de remédios e cuidado.”

Iniciativa Carreta da Saúde propõe um novo modelo de assistência no qual o médico vai até o paciente. Criado em 2008, o projeto do Centro de Integração de Educação e Saúde (Cies) leva informação, diagnóstico e tratamento para populações menos favorecidas espalhadas pelo Brasil. O caminhão adaptado e equipado com aparelhos de última geração – como ultrassonografia, mamografia digital, endoscópico de pequeno porte e minicentro cirúrgico – trata as doenças de maior incidência no país.

Tudo começou quando o gastroenterologista, Roberto Kikawa, fundador da iniciativa, teve que lidar com uma doença na família. Anos atrás, seu pai sofreu com um câncer em fase terminal. Sem atendimento especializado em hospitais, ele recebeu cuidados de médicos missionários. “Meu pai me fez prometer que eu seria como os médicos que cuidaram dele. No início pensei em ajudar as pessoas na África, mas logo vi que o Brasil tem várias Áfricas precisando de remédios e cuidado,” conta Kikawa.

Hoje, o projeto é o maior centro móvel avançado do mundo. Completamente autossustentável, a Carreta da Saúde propõe um modelo de gestão compartilhada, com envolvimento de governo, empresas, sociedade civil e comunidades. Mais de 26 mil pessoas em 18 cidades de três estados já foram beneficiadas pela iniciativa, que continua a crescer.

Comente via asboasnovas.com
Comente via Facebook